segunda-feira, outubro 30, 2006

Portugal afasta poderosa Rússia

após êxito sofrido sonho do mundial ganha asas para o duelo com a geórgia
Portugal afasta poderosa Rússia
Por antónio aguilar

SOFRER até ao fim parece ser o destino de Portugal nos confrontos com a grande nação russa. Ontem, o jogo de Taveiro, no qual a Selecção conquistou o título europeu há dois anos, após selar o triunfo apenas na parte final, veio à memória. Porém, a equipa das quinas resistiu às toneladas a mais da armada russa e arrancou crucial vitória que permite aos lobos portugueses prosseguir caminho no apuramento para o Mundial de França, em 2007. Segue-se novo round com a eliminatória a duas mãos (11 e 25 de Novembro) diante uma Geórgia que ontem, em Tiblissi, bateu a Espanha por 37-23. Quem ganhar segue directo para o Mundial, o derrotado avança para a repescagem (vencedor do Tunísia-Namíbia).

Voltando ao êxito de Portugal, em 80 minutos de tudo ou nada a Selecção sentiu o calor dos fiéis seguidores. Logo no 1.º minuto um erro individual de Malheiro deu a oval para o ensaio de Kuzin e estava feito o 0-5. Em vez de acusar o golpe os lobos foram lentamente construindo o seu jogo, embora acusando problemas nas touches e no confronto físico com o poderoso bloco avançado russo.

Com 3-8 a meio da 1.ª parte Portugal cresceu e sempre que a bola lhe corria pelas mãos o perigo surgia. Assim foi aos 29 minutos, numa bola ganha na mêlée com Vasco Uva a atacar e Pedro Leal a dar muito bem para o ponta Aguilar que foi letal na obtenção do ensaio sob os postes (10-8)! Mais perigosa na 2.ª parte, a Rússia fez dois ensaios merecidos para o 19-23. Porém, Portugal arriscou à mão, o nº 9 Pissarra deu nova alma e o ensaio da reviravolta surgiu após o 2.ª linha Marcelo ter furado e dado a bola a Diogo Mateus, que voou para a glória e o delírio do público. Com 26-23 a Rússia atacou os lobos que, intratáveis na defesa, garantiram uma bela vitória!

1 comentário:

João F. Amaral disse...

Grande exibição! Muitos parabéns!
Voltou a fibra do velho "dream team". Agressividade defensiva,rugby apoiado, inteligência nas opções e na ausência de faltas comprometedoras.
Contem com o incondicional apoio dos escalões de formação do GDD na decisiva batalha contra a Geórgia.